Café com Lesbiandades - Homenagens...

| |
Cheerio Lez Girls! É impressão minha, ou os ponteiros do relógio estão girando mais rápido?! Ups, 5ª feira já chegou!!! Oh, coisa boa! Isso quer dizer que tem tema novo no “Café”. Que sem muitas “Lesbiandades”, abre suas portas para render suas homenagens à inocência e à experiência... Contribuindo está, a Lua Cheia, que ilumina e inspira a semana em clima de festa. Oba!!! Na roda de bate-papo, dois extremos. De um lado, a inocência da molecagem criança. Do outro, a responsável experiência que professa. Em foco o mundo criança e a arte de ensinar.

Ser criança...

Ah... quem dera eu, pudesse voltar a ser criança! Para manter meu coração vazio das maldades e lotado das alegrias que a vida é capaz de proporcionar. Brincar, sorrir, cantar e não me preocupar com quem está olhando. Transpirar sinceridade e não ter medo de magoar com as verdades ditas pela honestidade, tendo a certeza de ser perdoada. Deter o poder do encantamento na simplicidade... este, que é um dom inerente à personalidade infantil. Oh... quem me dera! Estar consciente do querer e ter a força insistente do conseguir, seja pelo charminho do pedido delicado, ou pela vitória do cansaço. Ser egoísta. Gritar e chorar ao mundo o que me incomoda, demonstrando a praticidade na coragem de ser feliz.

Assim é a alma de uma criança! Não perde tempo em alimentar sentimentos ruins. Aproveita ao máximo tudo o que a vida tem a oferecer, rindo, cantando e brincando com ela. É verdadeira em suas opiniões e não está nem um pouco interessada nos “achismos” das pessoas. Pedir desculpas, para ela, não é problema, porém, do perdão não abre mão. Ah... como é prática e persistente a essência infantil!!! Quando quer algo, vai até o fim... nunca desiste. Se algo incomoda, põe pra fora. Não abre mão de sua felicidade.


Mestra...


Na arte de professar conhecimentos, a inocência da alma infantil, abre espaço para a malícia da experiência daquela que ensina... a nossa professorinha. Aqui, ela se veste de adulta e assume responsabilidades no mundo lúdico dos pequenos. Seu ofício deixa de ser profissão e passa a ser missão. Traçar futuros, desenhar sonhos e contribuir para a realização de desejos, são desafios do cotidiano desse ser especial. O sucesso do trabalho que desenvolve, depende exclusivamente de sua paixão pelo que faz. Na teoria do saber, o que sobressai é a prática do fazer. Saber o que ensinar, é burocraticamente planejado, não é a parte difícil. É no fazer aprendizagem, que se encontra o encanto da mestra. Pois é nessa hora, na multiplicação dos seus papéis, que ela mostra onde está a beleza da sua arte.

É... ser professora não é nada fácil! Para funcionar, há muitos papéis a desenvolver e a desempenhar. Ser formada pela pedagogia, na sombra do magistério, não é mais suficiente. Necessário se faz, ouvir, perceber e aprender com a vida, para ensiná-la depois. Só assim, se faz educação em terreno onde a ausência de valores é eminente. Os valores, mais do que as ciências a serem ensinadas, devem ser parte integrante do conteúdo a ser ministrado pela nossa querida mestra.

Bom, esta é apenas uma singela homenagem... Já que para falar dos detalhes destes dois mundos, que por vezes se fundem, preciso seria escrever livros. Então parando aqui, abro espaço para vocês, minhas lindas, que sempre marcam presença aqui. Seja, comentando, ou apenas observando. O convite é para todas... Liberem sua alma de criança... Falem da professorinha...


Parabéns às minhas colegas professoras e também à todas que sempre se permitem de vez em sempre, ser um pouco criança.

Muitos Beijos... E um “tantão” de LUZ!!!

Sugestão: Loving Annabelle http://www.youtube.com/watch?v=w_6lEpMt_E4

12 comentários:

Dhara disse...

Oi Charlotte, tudo bem?

Café sem Lesbiandades?
Hum... sabor diferente! Bom, nem tanto. No final deu uma dica quente. KKK
Mas, bela homenagem.
Ser criança, tento sempre! Até me chamam de moleca as vezes. E acho que sou mesmo kkk. Só que a vida nos cobram responsabilidades, aí não tem jeito.
Quanto a professorinha. Lembro com saudades de uma que tive no primário. Um charme. Vivia imitando ela em casa. Depois, na adolescência tive uma professora, que me tirava o fôlego. Aff, que mulher bonita, forte e elegante. Agora, tem umas que vou te contar.kkk Ninguém merece ser mau amada assim!
Brincadeiras a parte, admiro muito essa profissão, uma missão mesmo! E muito nobre. Pena que educação não é prioridade nesse país.

Ah, vc é professora né? Dá aulas particular não?! Parabéns e sucesso "Tia".
Tem mais professoras por aqui?

Um beijo à todas vcs, meninas.

Angie disse...

Conheço várias meninas que, sua doce infância... se apaixonaram pela professorinha! hehe

Amar*Ela disse...

eu quero aprender com estas professoras< onde posso me matricular?

vivi disse...

Olá! meninas...
Rsrs... não Charlotte querida não é impressão sua não rss... está passando rápido mesmo... mais um final de semana kkkk.... graças à Deus!!!
... Ebaaa!!! Uau!!! que linda homenagem... a você e tantas outras por esse mundo a fora rsrs...
Hummm... minha querida quem derá mantermos esse ser puro dentro de nós, se bem que verdade... tentamos não?! rsrs... mas o meio é algo que influência...
Mas... enquanto tal preocupação existir sempre haverá uma pequena criança dentro de nós capaz de sorrir para a vida e sorrir da vida...
Fácil definitivamente não é, pois criança fala/senti/vê com o coração, nós adultos ... com a razão.
Criança é sentimento, nós adultos dissernimento... mas, como todo adulto um dia criança foi... esperança há...rsrs...
Só que Peter Pan.. não poderemos ser as responsabilidades existem e crescer é preciso não é rsrs... Você me fez lembrar uma professora de história...
Sua, alegria... sua maneira meia que maliquinha de dar aula rsrs... Ela viajava e nós levava junto... viajavamos pela história, Oh!!! jeito gostoso de aprender... Só ensina assim quem tem gosto e gosta do que faz... E ela realmente ela adorava... Exigente quando necessário, mas humana acima de tudo...
Saudades...
E por ela e tantas que agradeço a você por essa singela na sua opinião rsrs... homenagem... Pois sei que ela ia se emocionar ... se o le-se...
Parabéns... a todas e em especial a ti por esse sensivel/doce... post... que me fez ter vontade de voltar a ser um pouco mais criança... kkkk.. me fez querer sair para comer um cachorro quente, chupar um sorvete, tomar muita coca, comer muito chocolate, batata frita, bala, pirilito...
Aff!! como é bom ser criança né não... kkkk...
Beijus Tia Charlottte...
Beijus Lez queridas... um ótimo final de semana a todas... prá lá de iluminado, afinal.... temos um tantão de luz né não?! rsrs...
ps.: Aulas particulares?! hummm.... também quero kkkkk....

Papillon disse...

Cadê o Café com Lesbiandades ?

Tenho que admitir que sentir falta da Lesbianadade desse café essa semana...o texto está lindinho e a homenagem foi feita...Acredito que a Tia Charlotte dentro de vc foi mais forte e não conseguiu passar imune a essa data com seu envolvimento pessoal.... ,mas fiquei frustrada porque não é isso que busco nesse café...e confesso achei chato...Desculpe! É que eu gosto das suas provocações que nos faz pensar!! Ok, foi feita a homenagem e não tenho o que comentar.... Eu deveria talvez agradecer ?!?! Bem, mas fiquei pensando porque não escrever o que senti ao chegar o dia do café? Então, é isso!!!

»» Nøélya «« disse...

Ser professora, não é só ir lá na frente da sala de aula, e ensinar... É dar a vida pelo trabalho... Ser professora, é além de mais nada amar o que faz!!!
Pois, nada mais gratificante para uma professora do que ver aquele aluno(a), que ela ensinou a ler e escrever, se formar... Conquistar seu lugar e seu espaço graças ao estudo!!!

Linda homenagem que fizeste aos professores!!!

Patricia disse...

Muito bem colocado, como sempre... Texto sóbrio e delicado, que expressa a máxima do ofício de ser professora.
Parabéns!!!!

Bel disse...

Quanta maturidade eu preciso ter para manter viva a criança que habita minha alma?
Professores tive muitos aqueles que me estragaram e os que acenderam a chama do conhecimento em minha vida ... (cuidado meninas só quem está acesa pela chama pode incendiar...ai ai ai)
Ops descobri a razão de tanta luz! Charlotte, garota esperta!! Parabéns!

bjs

Dhara a curiosidade alimenta a chama!!! Rss

»» Nøélya «« disse...

Amei o texto!!! Lindooooo...
Ah! TEm presentinho para você no meu blog... Passa lá depois...

Bjinhus...

Rachel Mauad disse...

Meu blog fala de mim e da minha companheira poderia me linkar?eu vou linkar vcs...


meu blog www.rachelmauad.blogspot.com

parabens pelo blog.

Charlotte disse...

Oi moça moleca! Eu vou bem e vc?
Dhara, seja responsável sim, mas permita-se traquinagens sempre, Ok?
Obrigada pela homenagem prestada. E respondendo às suas perguntas... sim sou professora e tenha certeza que há muitas de nós por aqui. Peh, Papillon, por exemplo, também dominam a arte... rsrs
Já as aulas particulares... Hum, sei não... Meus alunos me acham muito brava... Você agüenta?!kkk Obrigada pelo carinho...Beijo.

É Angie... muitas garotas se apaixonam pela professorinha ... Mas, o contrário também acontece viu!!! Muitas não conseguem resistir ao charme da inocência. Ai.. nesse caso é preciso muito cuidado.

Oi Amar Ela... estou certa de que vc também deve ter muito a ensinar, não é mesmo?... E pra se matricular, é só falar com a “Diretora”.....rsrs Beijão, querida.

Ah, doce Vivi... Uau..adorei: "Criança é sentimento, nós adultos discernimento... mas, como todo adulto um dia criança foi... esperança há...rsrs...” Sua professorinha era, a de História? Hum... Sou suspeita pra falar... mas, geralmente toda professora de História marca a vida de seus alunos. Somos mesmo assim...o que fazer? Kkkk Ai...ai.. aulas particulares é? Também? Vamos ver...vamos ver....Muita luz e um beijo pra vc meu anjo...

Olá Papillon querida... fica assim não! A semana, passa rapidinho! Já..já... tem mais Lesbiandades pra vcs...muitas delas kkk. É verdade... puxei um pouco a sardinha pro meu lado, diria nosso lado, nobre colega... rs... Sei que muitas Lez Girls que nos visitam com tanta assiduidade, são professoras. Então, não podia deixar passar em branco... Mas,tudo bem, minha linda, você deve sempre ser assim, escrever o que sente... esse é um dos charmes do nosso cantinho... E, ei... adorei saber que me acha provocante...kkkk Beijinho

Noélya, muito bem definida e reconhecida por vc, nossa profissão. Me senti honrada em prestar esta homenagem. Obrigada pelo carinho... Beijos pra vc.

He, He, Bel... Esperta é a Papillon em tê-la como colaboradora... "Quanta maturidade eu preciso ter para manter viva a criança que habita minha alma?" Olha menina... seu questionamento na verdade, é uma resposta... Ei..não conte o meu segredo, garota...kkk ... Obrigada...e mais LUZ pra sua chama.

Obrigada, Rachel... vc é sempre muito bem vinda aqui.. Beijos.

Meninas..muitos beijos à todas. Luz? O quanto quizerem. (risos)

vivi disse...

Nossa. Desculpe-me Charlotte querida ... Agora que fui entender o sem lesbiandades, com lesbiandades... kkk... tinha comigo que era um equivoco, um erro na hora de digitar... kkkk..."Que tem muitas "Lesbiandades", (Nós)... rsrs.... e que iriamos render homenagens a esse seres inocentes... e experientes kkkk.... Afinal a arte de ensinar fácil não é e lidar ainda com o peso do preconceito e discriminação por sua opção sexual... isso devo lembrar em todas as demais profissões... merece todo o meu respeito, admiração ... E que todas as professoras profissão em questão rsrs.. lez ou não ... Adorei a companhia e até o próximo café.. E sorry... se me equivoquei mas saibas que do café gostei!!!
Beijus a todas...

Ps.: kkkk... suspeita prá falar querida Professora kkkk porque será?! rsrs... Não vai me dizer que a senhorita faz...parte desse time de maluquinhas?! kkkk ....Faz né... kkkk... Alunos de sorte os seus não?! rsrs...

Pingar o BlogBlogs

pro seu blog

Copyright © 2008 The L Word - Blog Brasil. All Rights Reserved