Com a palavra: Hipólita

| |
Aproveitando o lançamento do filme em desenho animado da Mulher Maravilha, creio que nada melhor que tomar essa belíssima heroína como assunto de minha pauta semanal.

Particularmente falando essa é uma das heroínas mais lindas e sexys dos quadrinhos! Criada numa ilha apenas de mulheres (Seria essa a ilha de Lesbos? Melhor não comentar para não ser processada). Sua mãe a criou em uma imagem de barro ( sem ajuda de um homem, já pensou?!)... Diana recebeu de 5 Deusas seus super-poderes, tornando-se assim uma super-heroína. A princípio limitou-se a ser defensora das amazonas, mas logo depois... Ao sair de sua ilha... Se transformou numa protetora dos homens e da terra.

A filha de Hipólita (não sou eu!) sempre carregou, mesmo que em sub-entendido, a causa lésbica. Alguns escritores tentaram retirar essa “fama”, mas como vocês leram acima por mais que tentem é impossível abafar o fato da sua criação... A imagem que foi formada sobre a personagem, dentre outros detalhes, fala mais do que qualquer explicação ou tentativa de encobrir o que ela é.

A 1° impressão costuma mesmo ser a que fica!

Diana só teve relacionamentos héteros, mas nunca foram permanentes, e creio que alguns escritores faziam questão de mostrar que a Mulher Maravilha não estava muito “satisfeita”, ou “a vontade” na relação! Quem ler alguma história da Mulher Maravilha, vai notar que sua trama é cercada de uma dúvida, como uma personagem que se questiona o tempo todo. (Que questionamento será esse???)...

Parece que a heroína não sabe exatamente o que quer de sua vida, já que se apaixonou pelo mundo dos homens, mas tem em sua natureza o mundo das amazonas. Por fim nota-se que a história parece incompleta, faltando talvez que a heroína tome alguma postura.

Estaria a mulher maravilha no armário desde dos anos 70?

Soa contraditório um ícone lésbico ainda permanecer no armário. Ao contrário da editora Marvel (responsável pela Mística, a heróina da semana passada), a DC (responsável pela Mulher Maravilha) ainda apresenta conceitos um tanto quanto inflexíveis, já que em comparação com a concorrente a DC só tem uma personagem, ou melhor, só teve uma personagem lésbica.

Mesmo com essa falta de abertura para novos horizontes, junto com a Mulher Maravilha outros heróis e vilões tem sua orientação sexual contestada, neles estão: Batman, Coringa, Caçadora, Lois Lane, Fogo e até mesmo o queridinho de todos, Superman.

Voltando a minha amazona favorita, devo admitir que por mais que ela tenha todas as dúvidas e se mantenha no armário eternamente, ela nunca vai deixar de ser um ícone lésbico e feminista, por sua atitude e força de vontade... Ela é e sempre será a minha grande heroína! (Tão comovente isso!)

5 comentários:

bel disse...

Não é que a mulher maravilha tb é minha amazona favorita!!!Adorei o texto e quem sabe um dia mesmo que "de leve" ela resolva dar uma saidinha do armário??
Não havia refletido ainda sobre as origens inegavelmente lésbicas da mulher maravilha. Salve hipólita!!(dessa vez as duas Hipólitas ok??)

Papillon disse...

Eu, que pensei ser a fã número um dessa LINDA amazona!! Meu sonho era de viajar com ela no avião invisível .Realmente não lembrava da origem dessa heroína, muito bacana essa lembrança!! Depois disso na sala de justiça, nós mulheres reunidas vamos tirar essa Maravilha de Mulher do armário!!
Beijos super-amigas!!

Charlotte disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Charlotte disse...

"Caraca...".Sempre adorei a Mulher Maravilha...o laço, a coroa-bumerangue...o avião invisível...Descobri que não sabia nada dela, até agora..."Santa ignorância".
Já estou curiosa para saber...a próxima heroína da sua lista....
Muito bom Hipólita.
Beijo...LUZ.

vivi disse...

... Hipólita... só vc viu... não é que é mesmo... Puxa! Se já a adorava agora então... Me apaixonei hehehe... Beijus... um ótimo final de semana prá vocês meninas...

Pingar o BlogBlogs

pro seu blog

Copyright © 2008 The L Word - Blog Brasil. All Rights Reserved